Como construir um excelente Pitch utilizando o Storytelling!

Imagine você entrando em um elevador e encontra o CEO de uma grande empresa que você sonha em ter como cliente, as portas se fecham, ele lhe cumprimenta com um bom dia e te pergunta:

Você trabalha com o quê?”

Você começa a explicar e em menos de 1 minuto…

As portas se abrem, o CEO se despede e sai do elevador!

Esse é o conceito de pitch! Nosso discurso em no máximo 1 minuto.

É o tempo que temos dentro de um elevador junto com outras pessoas, é oportunidade de explicar o que você faz, o que você vende e conseguir despertar no mínimo a curiosidade da outra pessoa para contatos futuros, em curtíssimo tempo.

Nunca sabemos quando uma oportunidade pode aparecer, por isso sua comunicação tem que ser clara e direta, deve ser cativante para prender a atenção da outra pessoa e tem que ser memorável, tem que ser lembrada.

A melhor ferramenta para sua comunicação ser eficaz é utilizar o STORYTELLING, é contar uma história. Você pode me perguntar: “É possível contar uma história em 30 segundos?”

É possível! Se você estiver preparado!

Alguns elementos são importantes para essa preparação:

  • Quem é você? O que você faz?

Compreenda sua história, tenha consciência de suas competências e de suas habilidades. E quando eu pergunto o que você faz, a resposta não é seu cargo ou sua função, é qual o problema que você resolve. Qual a “dor” do seu cliente que você “cura”?

Um vendedor de roupas transforma a autoestima do seu cliente, um professor ajuda seu aluno a realizar sonhos, um design gráfico dá forma à uma ideia…

Um dia, um amigo arquiteto me disse que o primeiro item de seus projetos é o sentimento do seu cliente. Ele não constrói casas, ele dá forma aos sentimentos!

  • Quem é sua audiência?

Com quem você está se comunicando?

Entenda o mundo do outro, o que ele faz, o que ele fala, o que ele pensa, o que ele ouve… é o que chamamos de empatia.

Pesquise sobre seus clientes e sobre seus futuros clientes. É ir além da persona, do público alvo, é realmente entender quem você e sua empresa impactam e como impactam.

Perceba que para cada público, para cada situação você deve usar uma linguagem apropriada, talvez mais técnica, talvez mais simples, mas uma linguagem que seja acessível e de fácil compreensão para quem está te ouvindo.

  • Qual sua ideia chave?

Qual o propósito da sua comunicação?

Qual mensagem você quer transmitir?

O que exatamente você quer oferecer para sua audiência?

Talvez você já tenha participado de reuniões onde as pessoas falam, falam, falam, falam e não dizem nada! Não existe propósito na fala! Não agrega nenhum valor para nossas vidas!

Tenha um propósito, um objetivo, ofereça para sua audiência um presente, algo que ele vai guardar e se lembrar de você por muito tempo.

  • Construa seu Storytelling!

Existem diversas estruturas para se construir uma narrativa, como estamos falando de um pitch, de um discurso curto e objetivo, acredito que a mais adequada seja:

O EU, O NÓS E O AGORA!

Essa estrutura foi muito utilizada pelo presidente norte americano Barack Obama, um comunicador fantástico.

O EU – Iniciamos falando de nós mesmos. Lembre-se que você se preparou e conhece sua própria história. Fale de suas “dores”, do seu propósito, de suas motivações, assim seu público se conecta a você, você começa a criar a empatia.

Obama contava a história de seus pais que imigraram para os EUA, como eles ensinaram seus filhos a amar esse país e por isso seu propósito era de manter os EUA como uma grande nação.

O NÓS – Provavelmente seu público tem ou teve as mesmas “dores” que você, eles também buscam uma solução, eles têm um propósito que pode ser comum a outras pessoas. Nesse momento você está junto com sua audiência, conectado com o outro.

Aqui Obama destacava o desejo de todos de manter os EUA como uma grande nação e como esse propósito não poderia ser realizado apenas por ele, esse propósito seria realizado em conjunto.

O AGORA – Nesse momento acontece o chamado para a ação. É quando Obama pede votos e diz: “Yes we can!”

É nesse momento que você apresenta seu produto ou seu serviço. Você oferece sua solução para curar as “dores” do seu cliente.

Faça um convite para ele conhecer você e sua empresa.

Se estiver em um grupo de networking peça uma indicação.

Sempre tenha uma chamada para ação!

 Meu pitch:

Sempre tive grandes ideias! Mas muitas vezes as pessoas não compreendiam essas ideias, não fazia sentido para elas.

Percebi que o problema era minha comunicação.

Talvez muitos de você já passaram por isso, dentro da empresa, com amigos ou até com familiares, querem explicar algo, mas não encontrar a melhor forma de comunicar.

Descobri que através das histórias consigo me conectar com as pessoas, colocar significado nas minhas ideias.

A boa notícia é que todos nós temos grandes histórias para contar.

E é por isso que hoje meu propósito é ensinar você e sua empresa a se comunicar de forma clara, direta, cativante e memorável!

Pois storytelling não é o que fazemos!

Storytelling é o que nós somos!

Um grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *